Apresentação

      

O Telecentro Comunitário Maria do Livramento da Costa foi implantado na comunidade de Gracismões em decorrência da parceria feita entre Prefeitura Municipal de Russas, Associação Comunitária Governador Tasso Gereissat CNPJ: 12.461.810.0001-24 e Governo Federal, através do Programa Nacional de Apoio à Inclusão Digital nas Comunidades – Telecentros.BR. Esta implantação possibilitou a expansão do Projeto Ação Digital – PAD, instituído pelo Decreto Municipal Nº 030/2008/PMR.

O Telecentro Comunitário Maria do Livramento da Costa está cadastrado no Observatório Nacional de Inclusão Digital – ONID sob nº 20012.

O nome do telecentro foi escolhido em consulta pública à comunidade local através de reunião convocada pela Associação Comunitária Governador Tasso Gereissat da prefeitura municipal de Russas. Esse ato legal foi registrado em ata e caracterizou a criação do referido telecentro em março de 2010. Em 1º de março de 2012 o telecentro entrou em efetivo funcionamento.

 

Endereço do telecentro:

Sítio Gracismões – Russas – CE, Zona Rural.

Endereço para envio de correspondências:

Projeto Ação Digital – PAD
Telecentro Comunitário Maria do Livramento da Costa
Tv. José de Deus, S/N, Prédio do Projeto ABC
Russas-CE
CEP: 62900-00

 

Descrição de localização:

A partir do centro de Russas-CE seguir para a Rua Felipe santiago . Após 6 Km e passando pelo Rio Jaguaribe, entrar á esquerda.  Seguir 3 Km em frente até às proximidades da Capela da Sagrada Família. O telecentro está à esquerda da referida Capela.

 

 

Biografia da Sra. Maria do Livramento da Costa

A sra. Maria do Livramento da Costa nasceu em 07 de setembro de 1918 e era sócia da Associação Comunitária Tasso Jereissate desde a sua fundação, portanto,  a mesma era a sócia mais antiga da associação do Gracismões, além de ser a cidadã mais velha da comunidade. A senhora Livramento nasceu em Timbaúba e aos 24 anos casou-se com um jovem chamado Raimundo, vindo morar em Gracismões. A ultima escola em que estudou foi na comunidade de Timbaúba sendo que, tempos depois Livramento exerceu a função de professora e ensinou numa casa velha no meio da várzea da mesma comunidade. Vindo morar no Gracismões foi catequista ensinando aos filhos netos e bisnetos de uma família conhecida na região. Muito religiosa e “poetiza” suas histórias, assim como suas poesias, foram parar no livro da escola da comunidade onde retratava a história da escola, do Gracismões e das pessoas que marcavam de certa forma a história da comunidade. A sra. Livramento faleceu no dia 27 de março de 2009 em sua casa.

 

 

O Projeto Ação Digital – PAD  

 


O Projeto foi criado e pensado pelo sr. João Paulo de Oliveira como proposta para a reabertura da sala de informática do Projeto ABC. Foi elaborado e enviado ao gabinete do deputado Ariosto Holanda que, prontamente, viabilizou a implantação do mesmo juntamente com a profa. Lindalva Pereira Carmo, então secretária de Educação do Município de Russas-Ce.

O PAD, como é publicamente conhecido, foi implantado através do Decreto Municipal nº 030/2008/PMR pelo Excelentíssimo Prefeito Raimundo Cordeiro de Freitas, tornando-se, assim, uma política pública do Município de Russas. Em 2010, em virtude do lançamento do Chamado Público do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o PAD ficou entre as 63 iniciativas (de um total de 1071) de inclusão digital que foram contempladas com o Programa Telecentros.BR no Brasil. Tornou-se então, a única iniciativa do Vale do Jaguaribe que recebeu 13 novos telecentros para implantação nos seguintes locais: Projeto Ação Digital – SEDE – ABC (02), Sítio Melancias (01), Sítio Gracismões (01), Sítio Paraíso (01), Sítio Ingá (01), Rua Dr. João Maciel Pereira (01), Av. Cel Araújo Lima – UNACR (01), Sítio Poço de Onça (01), Sítio Lagoinha (01), Lagoa do Toco (01), Córrego da Catita (01) e Sítio Timbaúba(01).

O Programa Telecentros.BR

 

O Programa Nacional de Apoio a Inclusão Digital nas Comunidades -  Telecentros. BR é uma política de inclusão digital do Governo Federal em parceria com iniciativas da sociedade civil, que visa implantar telecentros novos, além de fortalecer as unidades já existentes em todo o País.

Para o Programa, telecentros comunitários são espaços que proporcionam acesso público e gratuito às tecnologias da informação e comunicação, com computadores conectados à internet e disponíveis para múltiplos usos, incluindo navegação livre e assistida, cursos e outras atividades de promoção do desenvolvimento local em suas diversas dimensões, sendo o gestor, em suma, o administrador responsável pelas condições adequadas para a realização das atividades nos telecentros e porta-voz da instituição em assuntos que mereçam interseção com a comunidade.

 
 
 
 

Coordenado pelo Ministério das Comunicações por meio do Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital, o Programa Gesac oferece conexão de internet via satélite e terrestre à telecentros, com o objetivo de promover a inclusão digital em todo o território brasileiro.

O Programa é direcionado, prioritariamente, para comunidades em estado de vulnerabilidade social, em todos os estados brasileiros, privilegiando as cidades do interior, sem telefonia fixa e de difícil acesso. Por meio dele, é disponibilizada a infraestrutura fundamental para a expansão de uma rede.

Desde 2002, milhares de brasileiros passaram a dispor do acesso à internet por meio do Programa, que proporciona oportunidades de inserção no mundo das tecnologias de informação (TICs) e comunicação por meio de uma iniciativa governamental pública, gratuita e democrática.