A economia da comunidade se dá através:

  • Da agricultura de subsistência (cultivo do milho e feijão)

    Já dizia Quiney: “A vida do agricultor, é o melhor cálculo para a felicidade e as virtudes humanas.”

     Os pequenos produtores rurais tentam resistir ao modelo capitalista de produção agrícola, realizando atividades tradicionais com o intuito de produzirem o suficiente para atender às necessidades de consumo. No entanto, eles enfrentam várias dificuldades, sendo uma delas a burocracia para a realização de empréstimos, que beneficiam, em sua maioria, os grandes latifundiários.

    “A agricultura é a arte de saber esperar.”

    Ricardo Bacchelli

  • Da pecuária rústica (criação de caprinos, ovinos, bovinos e suínos)

  • Do rendimento da palha da carnaúba – produção de bolsas, chapéus, vassouras

  • Da renda da cera da carnaúba (importante produto, que no passado era bem mais valorizado,visto que ao ser industrializado servia para diversos fins)

  • Da renda de produtos feitos de argila e barro (telhas, tijolos e vasilhas)