Segundo dona Angelita, uma das moradoras antigas da comunidade, e outros moradores que ali residem, antes da comunidade se expandir e passar a ter construções, só existia mato e muitas árvores, chamadas Malrizera, então um dos moradores chegou a cortar a Malrizera, deixando somente seu tronco. De longe avistava-se somente um tronco em meio a lagoa, e os moradores comentavam sempre sobre aquele toco em meio a lagoa. Como a região não tinha um nome, quando alguém chegava pedindo informação, a população dizia que ali era lagoa do toco. Então a comunidade ficou conhecida como Lagoa do Toco.